quinta-feira, 23 de junho de 2011

Por que ele desviou?

    Uma tese sobre o porque Pedro Álvares Cabral desviou o caminho para as Índias.

Rota de Pedro Álvares Cabral


      Entre 1497 e 1498, ao acompanhar Vasco da Gama em sua viagem para as Índias, o escrivão Álvaro Velho, anotou em seu diário de bordoque, a quilômetros da costa africana, ainda em águas do atlântico, que os navegadores avistaram aves, que seguiam contra o su-sudeste muito rijas, como aves que iam para a terra, ou seja, seguiam em direção ao sudoeste do atlântico sul.
      Para muitos  historiadores essa passagem contém uma informação valiosa, ao ver as aves, VASCO DA GAMA, teria se convencido de que se navegasse um pouco mais em direção ao Ocidente, chegaria a terras ainda desconhecidas. O comandante português, no entanto, continuou seu caminho até as Índias. Retornou à portugal em 1499 com um carregamento de especiarias que rendeu 6 mil por cento de lucro. Exultante com o sucesso da viagem, o rei Dom Manuel, organizou outra expedição para as Índias. O comando da nova frota de 10 naus e 3 caravelas e com 1500 homens, foi entregue ao capitão PEDRO ALVARES CABRAL,
Nos meses que antecederam a partida, VASCO DA GAMA trocaram informaçoes a respeito do trajeto.
      Por isto, os historiadores acreditam que era intencional desviar o caminho percorrido por VASCO DA GAMA para alcançar as terras desconhecidas. 

      No dia 22 de abril de 1500, CABRAL e seus homens pela primeira vez avistaram as terras desconhecidas, o BRASIL, eram chamadas de PINDORAMA, terra das palmeiras.

Gislaine Azevedo


Um comentário: